"As pessoas querem perguntar sobre minha vida, mas se vocês simplesmente olharem para as coisas que eu escrevo, ai sim saberão de toda minha história." (Marilyn Manson)

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

O mundo é um moinho: retribua o amor

Esses dias me deparei com um vídeo que me emocionou muito! Conforme vamos assistindo, vai passando um filminho paralelo na nossa cabeça! Como nós merecemos um dia ter o mesmo prazer que nossos pais, tios e avós, né? Dar amor é tão especial quanto receber!!! 
E o mundo gira...e gira...e gira...


Duvido que tenha memória curta quem teve uma infância feliz. Cresci sendo abraçada, acarinhada e amada! Cada membro da minha família teve uma participação especial no enriquecimento do meu caráter! 


Mãe: nunca perdeu uma chance sequer em ensinar o certo e o errado. Sempre encontrava um jeitinho de me passar valores se baseando em coisas corriqueiras do dia-a-dia. Super detalhista e metódica. Limpa e organizada, não me dava moleza dentro de casa. Sou uma boa dona de casa graças à ela!! Meu feijão é uma delícia!!! Hahahaha
Me ensinou o valor de tudo: tanto material quanto sentimental. Sempre paciente, foi ela que me alfabetizou! Minha melhor amiga disparado! 

Pai: sempre disponível e zeloso. Brincalhão e amigo. Conto nos dedos de uma mão às vezes que me disse um não sem fundamento. Engraçado que sempre trabalhou muito...ficava horas à fio fora de casa, mas não lembro de um dia sequer em vê-lo de mal humor. Sempre alegre e divertido me mostrou que o sorriso e a alegria abrem muitas portas!

Avós: tive sorte, cresci com a materna e a paterna. Vovó Cora partiu quando eu era adolescente mas deixou sua semente de bondade e amor ao próximo. Católica de carteirinha batia longos papos com a vizinha da esquerda que era crente e com a da direita que era macumbeira. Me mostrou que devemos ser livres de preconceitos e ter amor ao próximo sempre! Mesmo levando várias porradas da vida nunca perdeu a doçura. Sinto muitas saudades dela...das histórias da bíblia, da carne assada, do colinho acolhedor, do sorriso encantador, do coração do tamanho do amor!!!!
Minha avó Lizete é uma figura. Exemplo de força e raça! Esperta e perspicaz tem sempre uma resposta pra todos os problemas...aconselha como ninguém! Cabeça aberta já me livrou de poucas e boas! Hahahaha
Uma figura! Amiga e companheira...é a mãe da minha mãe, não podia ser diferente!

Avôs: do lado paterno, só o que sei é que foi um bom pai enquanto Deus permitiu. Guardo comigo a lembrança da lembrança do meu pai andando de mãos dadas com ele pelos trilhos de trem em Minas Gerais...queria ter convivido...mas amo assim mesmo. Aprendi com ele que podemos amar sem ver só pelas coisas boas que proporcionou a quem teve o prazer de tê-lo por perto. Minha avó Cora que o diga...eterna namorada! Admiro isso...amor eterno! Tenho o meu guardado!
Meu avô Almir...ahhhh....esse era grande! Tanto no tamanho como no caráter! Partiu quando eu tinha 7 anos, mas consegui aproveitar seus ensinamentos. E olha que não foram poucos! Tinha o dom da palavra falada e escrita! Era poeta...e que poeta! Já nos encontramos em sonhos...me emociono em lembrar. Sinto ele presente...sempre! 

Tios e tias: são tantos, mas sempre me deram, cada um à seu modo, tanto, mas tanto amor que me sinto especial desde pequena! Além dos ovelhas negras (sim, tive alguns e serviram MUITO de exemplo) que me mostraram o certo e o errado, e que, por isso amo muito, tive 2 tias em especial que me deram amor de mãe. Tia Zezê já se foi, virou estrela, exemplo de guerreira com G maiúsculo! Irmã do meu pai, filha da D. Córa...não podia deixar de ser! Admiro absurdamente! Lutou e lutou e lutou desde pequena até o ;ultimo suspiro de vida. Com essa eu aprendi o que é perseverança e fé! A outra, minha tia Vaninha, irmã da minha mãe, é na realidade, minha segunda mãe! Dizem que não nasci do ventre dela por um acidente de percurso...hahahaha
Tem as características da minha mãe com uma diferença, a mais ''prafrentex''...pau pra toda obra está e esteve sempre presente em todos TODOS os momentos da minha vida! Sempre que quero um conselho antes de tomar qualquer decisão importante e que eu esteja em dúvida sempre recorro ao seu aval junto com o da minha mãe...alguém tem que desempatar, né? rsrsrsrs



Imagine se depois de tudo que me foi proporcionado por essas pessoas maravilhosas durante esses 36 anos que eu tenho de vida eu não conseguisse absorver o que todos eles juntos me ensinaram? Era melhor eu nascer de novo, né?
Dar amor é quase tão bom e prazeroso quanto receber! 
Feliz daqueles que tem a capacidade de retribuir de coração todo o amor que lhe foi dado...desde o comecinho da vida até quando Deus permitir!!! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

...

myfreecopyright.com registered & protected