"As pessoas querem perguntar sobre minha vida, mas se vocês simplesmente olharem para as coisas que eu escrevo, ai sim saberão de toda minha história." (Marilyn Manson)

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Os defeitos dos outros se refletem em nós


A imagem abaixo do ex presidente Lula quando caiu na rede rendeu muitas risadas e teve uma infinidade de compartilhamentos. Eu mesma ri muito na primeira vez que vi.
A criatividade das pessoas às vezes extrapola os limites. Enquanto para uns é divertido, para outros não tem graça nenhuma. 



Hoje descobri que a imagem acima, trata-se de uma montagem (muito mal feita por sinal). É totalmente perceptível por alguns detalhes como vemos na demonstração abaixo:
O título do livro "O Aleph" está com uma tonalidade de cor mais roxa e sem o sombreamento acinzentado da foto original. O sujeito que fez a montagem adulterou isso, por causa do dedo de Lula em cima do título. E para o livro estar de cabeça para baixo, a capa deveria estar no outro lado. Esta foi a falha mais grotesca de todas!


A antipatia que nutrimos pelos outros embaça a visão e confunde o poder de discernimento.
Sempre me diverti as custas da 1a. imagem...
Sou usuária de Photoshop, sempre estou com um livro a tiracolo e mesmo assim me deixei enganar. Não me recordo se cheguei a passar adiante essa montagem, mas já me sinto envergonhada só em cogitar a possibilidade.  


Depois disso me pergunto quem é pior:
Se é o ser que, por estar tão encolerado pelo desprezo se viu zerado de argumentos e munição de ataque acabou usando esse recurso sujo e desonesto de difamação ou eu, que me deixei dominar pelo meu pré-conceito e abri mão do meu conhecimento e poder de observação confiando em uma imagem tão simples de se perceber os erros em questão. 


Serviu de lição!!! 

Moral da história: 

1) Sempre que vierem te passar alguma informação de alguém ou alguma coisa que você não tenha grandes apreços, antes de passar adiante, procure apurar a veracidade dos fatos. Se policie sempre pra nunca sentir o peso da injustiça. 
2) Às vezes os defeitos que julgamos pertencer aos outros estão mais presentes na gente do que imaginamos.
3) Se te faltarem argumentos na hora de falar de alguém por quem você não tem afinidade ou nutre algum tipo de antipatia, não haja com desonestidade para fazer as pessoas acreditarem que você está certo. Uma hora a verdade aparece!







Nenhum comentário:

Postar um comentário

...

myfreecopyright.com registered & protected