"As pessoas querem perguntar sobre minha vida, mas se vocês simplesmente olharem para as coisas que eu escrevo, ai sim saberão de toda minha história." (Marilyn Manson)

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

SOPA e PIPA - Era só o que faltava!!!!

Tenho ouvindo muito essas siglas nos últimos dias, resolvi pesquisar e não gostei nada do que descobri!

Preventing Real Online Threats to Economic Creativity and Theft of Intellectual Property Act of 2011 (Ato de Prevenção Contra Roubos e Ameaças Virtuais à Propriedade intelectual) é uma lei proposta nos Estados Unidos para combater sites relacionados à pirataria. 

 PIPA é um projeto do Senado e SOPA é da House of Representatives.


A sigla SOPA (Stop Online Piracy Act) significa Lei de Combate à Pirataria Online.
Pela SOPA, baixar conteúdo com copyright de forma não autorizada vira crime, com pena máxima de dez anos para o download de dez filmes ou dez músicas no período de seis meses.
Quem apoia abertamente o SOPA são as empresas de entretenimento, como produtoras de filmes e empresas da indústria fonográfica.

O projeto de lei PIPA - PROTECT IP ACT (será votado em 24 de janeiro) prega proteger a propriedade intelectual americana disseminada no exterior. O alvo são sites hospedados no estrangeiro que disponibilizam conteúdo pirata para download. Novamente sob tutela da Procuradoria Geral ficaria a decisão sobre que sites infringem a lei de direitos autorais e quais não o fazem. Para tanto, primeiro uma empresa detentora de direito autoral precisa fazer a reclamação formal, seguida de notificação enviada ao proprietário do site por email ou carta tradicional, avisando do ocorrido.

A tática do PROTECT IP está na tecnologia para desligamento dos sites. Em vez de solicitar que a empresa de hospedagem desative o conteúdo – até porque os EUA não têm jurisdição sobre servidores na Europa, como os que mantêm o Pirate Bay funcionando –, a PROTECT IP prevê que o nome pelo qual o site é encontrado na rede seja bloqueado (o domínio). Internautas dos EUA ficariam impedidos, pelo texto da lei, de chegarem até os computadores conectados à internet por meio do thepiratebay.org (apenas um exemplo).

Com esses projetos, o Governo terá um maior controle do que poderá ou não ser escrito na internet, e dessa forma pode manipular as informações da web, assim como acontece nas grandes redes...
Por um lado, a ideia pode parecer ''boa'' para o fim da pirataria virtual, mas sem sombra de dúvidas gerará muita dor de cabeça no futuro...o fim da liberdade na web será só o embrião de uma situação que não consigo enxergar como boa coisa não! O interesse em bloquear conteúdos, ao meu ver, vai além do que está sendo proposto...uma ditadura na web que resultará em censuras onde sabe-se lá quem julgará os usuários sobre o conteúdo postado em suas páginas, blogs e etc...


Penso que isso acarretará sérios problemas e, com receio de punição, milhares de pessoas voltarão ao anonimato deixando de interagir e tornando o mundo virtual apático e sem graça...afinal poucos serão os loucos de se aventurar em um verdadeiro campo minado.
O que me entristece é que, caso isso seja aprovado, todas as ideias que circulam e que permitem acesso e interação ilimitada serão restringidas fazendo com que o mundo pare de se comunicar entre si de forma livre! Fica claro pra mim que tem algo por trás de toda essa censura! A pirataria é só um pretexto estratégico para o que realmente está por vir...a intenção dos legisladores americanos, sem sombra de dúvidas, está muito longe de ser boa!


O governo dos EUA poderia tomar uma atitude semelhante a que se tem na China e bloquear somente os sites de material pirata. Para cumprir a lei como deverá ser feita, empresas e provedores de internet dos EUA deveriam monitorar tudo que os seus usuários enviam e recebem sob um risco de uma demorada fila de espera. É devido a este motivo que empresas como AOL, eBay, Facebook, Google, LinkedIn, Mozilla, Twitter, Yahoo e Zynga enviaram notas ao Congresso onde falam que estas leis “representam um sério risco na nossa indústria e poderia afetar a inovação contínua e a criação de empregos.”


O Google ainda diz que os modelos das duas leis não irão funcionar, isso acontecerá porque os falsificadores são espertos o bastante para criar endereços e sites anônimos e diferentes a todo momento para publicarem o material ilegal. “As leis SOPA e PIPA não irão desligar os sites piratas e sim farão que eles “mudem de endereço” para continuar com suas atividades criminosas, enquanto as empresas legais sofrerão inúmeras perdas por violações que não será possível controlar.”




Deixe os representantes eleitos saberem, 
que a censura da Internet é algo 
que você não quer e não pode suportar. 
Congressistas se importam em serem reeleitos. 
Se todo mundo lendo isso desempenhar seu papel,
 essas leis serão aniquiliadas.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

...

myfreecopyright.com registered & protected